quinta-feira, 19 de julho de 2018

Diário # 17 - Rais-Parta a "ite"!


Já me estava a imaginar numa bela praia a apanhar sol e a ler um livro, mas afinal nem calor, nem sol, a única luz que tenho é a dos candeeiros cá de casa e o meu "livro" é o folheto informativo do Clamoxyl!
Mas porque é que todas as coisas que não gosto, quase todas, terminam em "ite"?
Amigdalite, Faringite, Laringite, Rino-faringite, Gastrointerite, Bronquite, Otite, Rinite, Sinusite, Meningite, Tendinite, Conjuntivite, ..., Ite, Ite, Ite...

Estamos em pleno Verão, pelo menos no calendário!, e estão as duas doentes a tomar antibiótico!

A minha filha mais pequena ficou com febre alta no sábado à tarde, e, no domingo acordou a chorar que lhe "doía a boca", espreitamos lá para dentro com a luz do tlm, a calamidade naquela garganta, as amígdalas inchadas e vermelhas e imensos pontinhos brancos pelo céu da boca fora! Fomos às urgências de pediatria no hospital privado aqui ao lado e a médica disse que ela estava com uma amigdalite descomunal! Resultado, acabou-se a praia na escola porque tem que ficar fechada em casa até estar boa!

Dois dias depois, à noite, a minha filha mais velha diz que "acha" que lhe dói a garganta, espreitamos e vimos dois pontinhos vermelhos, de manhã voltamos a espreitar e já tinha mais de 8 pontinhos vermelhos, mas sem febre. Sigo para o Centro de Saúde e sou atendida 1h depois (nada de mais), chego ao gabinete respectivo e respiro de alívio por ser uma médica que parecia ter a sabedoria e a experiência estampadas na cara (isto porque da última vez que lá tinha ido, fui atendida por um estagiário que foi pesquisar no google os meus sintomas de rinite alérgica para depois me dizer que eu estava com rinite alérgica e me mandar tomar uma injeção de não sei quê que não serviu de nada), mas como eu dizia, fiquei aliviada, parecia uma médica sábia, contudo, 2 minutos depois, ela provou o contrário. Viu a garganta da miúda com aquele instrumento habitual com luz na ponta e diz que não vê nada, vai e pega no tlm dela para ver com a luz da lanterna do tlm, eu fiz isso em casa mas eu não tenho um consultório em casa, agora no centro de saúde acho que deveria haver material para as consultas médicas, digo eu! Então ela aponta o tlm e com a outra mão tenta empurra a língua da miúda para baixo com um pauzinho de plástico, e a miúda que até tinha a língua de fora e a boca bem aberta, fecha a cada vez que ela enfia o pauzinho, e ela ali a insistir com aquela porcaria e eu própria já estava a ficar com vómitos por empatia com a minha filha. Finalmente a médica senta-se ao computador e diz "Não tem nada, é só escorrência rino-faríngica, ponha água do mar à noite e dê o brufen 3 dias", eu fiquei a olhar para ela, a pensar "Porra vim para aqui para isto" e disse-lhe: "A irmã mais nova está com uma amigdalite...", faz-se silêncio enquanto mexe no computador, e então a médica responde "Pois, isso que tem garganta, logo já vai estar em pus, é melhor dar antibiótico". Mas em que é que ficamos?? Não tem nada ou tem?? Passa-me o antibiótico, envia a receita para o meu telemóvel e depois diz-me que é para tomar 8 dias 10ml, duas vezes por dia.

Já me estava a preparar para sair quando caio na asneira de lhe perguntar se me pode ver a garganta para não ter que voltar no dia seguinte, uma vez que ela disse que a amigdalite ou outra, seja vírica ou bacteriana se transmite, bastando beijos para isso, e eu ando com a garganta a arranhar há dois dias, então ela prontifica-se a ver a minha garganta. Pega no pauzinho, como seu tivesse 4 anos e não soubesse manejar a minha língua para mostrar a garganta, e diz que está inflamada mas nada de mais, manda-me tomar o brufen três vezes ao dia durante três dias (deve ser a receita base habitual ao que parece), mas quando me apercebo do que acabou de acontecer ali fico pasmada e sem palavras, o mal já estava feito, então a amigdalite é bacteriana e contagiosa, tinha-mo dito ela há nem 3 minutos atrás, e não é que me foi enfiar o pauzinho de plástico na boca que tinha usado na minha filha?? Mas que raio de médica é esta?? Sempre que vou ao Centro de Saúde venho com uma história, sempre!

Vou-me embora em direção à farmácia e quando lá chego percebo que, além de não ser grande coisa em examinação, também não sabe fazer contas?!?! Receitou à minha filha um frasco de xarope, Clamoxyl de 100ml para tomar durante 8 dias, 10ml de 12 em 12h. Vejam bem a incoerência dos cálculos! O frasco só vai dar para tomar durante 5 dias! Agora vai-me obrigar a voltar ao Centro de Saúde para pedir receita para outro frasco! E nem sei se o vai passar ou se vai lá estar!! O pediatra está de férias, é verão, também tem direito claro! Só penso, se eu me tinha vindo embora mal ela disse q bastava brufen e não lhe dizia que a mais pequena tinha amigdalite... Não é suposto saber analisar uma garganta? Agora a miúda tem uma amígdala tão inchada que está encostada à úvula, já chora que dói muito a engolir e tem febre! E se eu tivesse vindo sem antibiótico? Pois, coitadinha dela....


Sem comentários:

Enviar um comentário