sábado, 13 de janeiro de 2018

Quem não gostará?!

Lembro-me de ser pequena, tinha talvez 5 ou 6 anos, e de tentar comer a minha primeira bomboca. Estava com a minha mãe no supermercado "Novo Dia", tinha um balcão lá dentro para quem quisesse tomar o pequeno-almoço, de pé, não tinha cadeiras, o filho do dono vinha sempre trazer-me uma grade de refrigerantes no chão, virada ao contrário para eu me pôr em cima e chegar ao balcão. Lembro-me até do corredor onde vi as bombocas. Não sabia o que era, mas eram castanhas da cor do chocolate, tinham que ser boas :D A minha mãe comprou e lembro-me de ela me explicar como se trincava, ela trincou uma e não se sujou, quando eu tentei fazer o mesmo, para mim era o mesmo :) a bomboca partiu-se toda fora da boca e fiquei toda suja :D Por mais que tentasse era sempre o mesmo :D Talvez por ter a boca pequena, afinal eu era uma criança!
Depois disso não me lembro da minha mãe ter comprado alguma vez mais bombocas, só as voltei a comer em adulta. Lá em casa não se fritavam batatas nem se bebia refrigerantes, a minha mãe sempre foi uma mãe daquelas que nos enche de coisas boas, mas só das que fazem bem, como sopa, ou que não nos fazem mal, como leite-creme :)
As bombocas de morango estão por isso nas minhas memórias mais antigas. Sempre que provo uma, sorrio e fico a sonhar ;)


Sem comentários:

Enviar um comentário